Feira RIR: integração entre retirantes, refugiados, imigrantes e cariocas na Rocinha

No último dia 29, a Biblioteca Parque da Rocinha realizou a primeira edição da “Feira Internacional RIR – Retirantes, Imigrantes e Refugiados”. O evento, organizado pela Biblioteca e pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, teve o apoio de organizações como a ONG Mawon, PARES Cáritas, SEBRAE, Institut Français, Bloco Cultural Ai, Que Vergonha e o grupo de pesquisa em migrações da UFRJ, Diaspotics.

A primeira edição do evento, organizado pela Biblioteca Parque da Rocinha, contou com a venda de produtos artesanais e gastronômicos de países como Venezuela, Colômbia, Gana, Congo, e China, além de dispor uma rica programação para a tarde de sábado. 

O grupo Tapetes Contadores de Histórias trouxe seus sussurros poéticos e encantou o público com a declamação de poemas. 

Em seguida, o teatro-fórum do Laboratório de Estética e Política da UFRJ abordou a temática da solicitação de refúgio, retratando a burocracia para a aprovação do processo e as dificuldades vividas pelos solicitantes para se inserir no mercado de trabalho brasileiro. O protagonista da peça, Mohammed El Jazouli, de 32 anos, é um solicitante de refúgio marroquino. 

A Feira ainda exibiu um desfile de moda africana e ofereceu show do bloco musical “Terremoto Clandestino”, composto por refugiados de diferentes países de origem. Ritmos caribenhos, africanos e brasileiros foram tocados no Auditório e Solar Rocinha, finalizando o evento com muita dança e alegria. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Texto de Rafael Vasconcelos e fotos de Rafael Vasconcelos e Júlia Izecksohn. Sob supervisão de Otávio Avila.



Categorias:Eventos, imigrantes, refugiados

Tags:, , , ,

%d blogueiros gostam disto: