[Clipping] Destaques de fevereiro de 2021

Brasil barra venezuelanos na fronteira por determinação sanitária inexistente

O governo brasileiro está barrando a entrada por terra de pessoas vindas da Venezuela, inclusive quem tem familiares no Brasil, sob alegação de determinação sanitária. No entanto, a Anvisa afirma nunca orientou a proibição em decorrência da Covid-19. De acordo com a Folha de S.Paulo, uma portaria determina a proibição da entrada de estrangeiros por conta da pandemia exclui aqueles que têm residência no país, familiar ou Registro Nacional Migratório.

Imigrantes barrados seguem acampados na fronteira do Acre

Depois de mais de dez dias, cerca de 40 imigrantes barrados na fronteira do Acre com o Peru continuam acampados na Ponte da Integração, que liga a cidade acreana de Assis Brasil ao Peru. A fronteira está fechada desde março de 2020 e os imigrantes tentavam sair do Brasil para seguir viagem usando o Peru como rota. De acordo com o G1, outros mais de 300 estão em dois abrigos montados em escolas da cidade. A prefeitura realizou testagem para Covid-19 e informou que ainda não houve resultado positivo entre os imigrantes.

Saúde de Foz do Iguaçu é afetada por sobrecarga da fronteira com o Paraguai

De cada três pacientes que buscam atendimento por sintomas de crise respiratória por conta da Covid-19, no Hospital Municipal de Foz do Iguaçu, no Paraná, um é morador do Paraguai. De acordo com o município, o sistema de saúde entrou em colapso pela quantidade de busca por atendimentos. De acordo com matéria publicada pela Gazeta do Povo, o trânsito entre Brasil e Paraguai pela Ponte da Amizade foi liberado desde outubro, ao contrário da fronteira com a Argentina, que segue fechada por decisão de Buenos Aires.

MJSP prorroga acordo de assistência a migrantes e solicitantes de refúgio em Guarulhos

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) prorrogou o Acordo de Cooperação Técnica (ACT), para a garantia de assistência a migrantes no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. De acordo com a Agência Brasil, o trabalho previsto no acordo inclui o auxílio a solicitantes de refúgio e outros indivíduos ou grupos com necessidades específicas de proteção, como mulheres em risco, crianças desacompanhadas ou separadas, vítimas de violência, tráfico de pessoas, contrabando, idosos, pessoas com deficiência e apátridas.

Fotógrafa brasileira planeja curta-metragem sobre migração armênia

Uma fotógrafa brasileira planeja filmar um curta-metragem sobre a migração armênia para o Brasil. A história, que mistura documentário e ficção, vai se basear na vida da jovem Anushik, que veio a passeio para o Brasil e decidiu ficar no país. Atualmente, ela é professora de armênio em São Paulo, onde há uma grande comunidade daquele país. De acordo com a Folha de Londrina, o filme deve se chamar Dehatsí (nativo) – Eu era outro lugar e tratará do genocídio e da migração histórica. A fotógrafa Tati Boudakian arrecada fundos para financiar o projeto, que prevê a doação de parte dos recursos para vítimas de confrontos recentes entre Armênia e Azerbaijão.

Museu da Imigração apresenta mostra sobre jornalistas refugiados

O Museu da Imigração, em São Paulo, abriu mostra sobre jornalistas refugiados. “Quem conta essa história: jornalistas refugiados ou refugiados jornalistas?” é uma parceria entre a Folha de S. Paulo e o Acnur e faz parte das comemorações dos 100 anos do jornal e dos 70 anos da agência da ONU. A exposição se baseia em uma série de reportagens publicadas pelo jornal. 

Fernanda Paraguassu
Jornalista e pesquisadora do Grupo Diaspotics



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: