COMPARAÇÃO ENTRE INTEGRAÇÃO SOCIAL DE REFUGIADOS NO BRASIL E NO CANADÁ

Integração social de refugiados no Brasil e no Canadá em perspectiva comparada: colombianos em São Paulo e em Ontário

Por meio da comparação entre Brasil e Canadá, essa tese busca compreender as estratégias de refugiados e solicitantes de refúgio colombianos acerca das diferentes formas de integração em sociedades de destino como o Brasil e o Canadá, estudando-os a partir de suas experiências nas regiões de São Paulo e Ontario e utilizando, para isso, as falas dos entrevistados com relação aos critérios definidores de integração como os marcadores e meios (emprego, moradia, saúde e educação); conexões sociais; facilitadores (idioma e segurança) e direitos & cidadania (fundações) da teoria de Strang e Ager (2008) e analisando qualitativamente as políticas de integração e os recursos destinados a elas para refugiados e solicitantes de refúgio. Foram realizadas trinta entrevistas semiestruturadas com refugiados e solicitantes de refúgio colombianos buscando compreender suas narrativas acerca da estrutura de acolhimento e sua própria capacidade de agência nesse processo. A tese trabalha com a premissa de que a integração dos refugiados e solicitantes de refúgio é um processo dinâmico, multifacetado e de mão dupla, em permanente mudança, resultante de influências bastante diversas. Por esse motivo, a hipótese é a de que a integração social dos refugiados e solicitantes de refúgio depende mais dos recursos e das políticas de acolhimento estruturadas para esse fim do que da capacidade de agência dos indivíduos.

Gustavo da Frota Simões

Acesse aqui a monografia em PDF

%d blogueiros gostam disto: