FRONTEIRAS MÓVEIS: TERRITORIALIDADES, MIGRAÇÕES

Fronteiras móveis: territorialidades, migrações

Desde finais do século XX, que vivenciamos um processo marcado pela aceleração das transformações e intensificação dos deslocamentos enfrentando fronteiras e limites territoriais, provocando crises e tensões internacionais. Neste contexto, fronteiras-territórios-deslocamentos constituíram um amplo espectro de lutas gerando inquietações e desafiando reflexões, possibilitando a ampliação de investigações buscando revelar experiências presentes e passadas e contribuir para a renovação temática e metodológica.

Tendo em vista estas inquietações emergentes que as professoras Cléria Botêlho da Costa e Maria do Espírito Santo Rosa Cavalcante Ribeiro levaram à frente o desafio da publicação “Fronteiras Móveis: territorialidades, migrações”,
na qual agregam pesquisadores de diferentes regiões do país e instituições, que analisam aspectos diferenciados da temática, colocando novas indagações, ampliando visões e trazendo contribuições para dinamizar conexões entre a
história passada e a atualidade.

Na obra despontam exímios conhecedores do seu ofício, pesquisadores inovadores e de diferentes correntes de interpretações, que enfrentaram o desafio de recuperar silêncios e invisibilidades. Para tanto vasculharam arquivos e realizaram entrevistas, numa paciente busca de indícios, sinais e sintomas, constituindo um mosaico de referências documentais, cuja análise crítica permitiu esmiuçar o implícito, descortinando o oculto, recobrando critica-
mente trajetórias e memórias, transgressões e controles, dando visibilidade a múltiplas experiências e práticas culturais. Este conjunto de escritos preenchem lacunas ao investigar os ocultamentos das fronteiras, territorialidades e deslocamentos, recobrando mudanças, permanências e múltiplas possibilidades de vivências e representações sobre a temática.
Entre outras virtudes, já apontadas, os textos proporcionam uma leitura envolvente, fundamentada em narrativas críticas e sensíveis. Recomendaria ao leitor deixar-se levar por estes escritos, tendo como guias os articulistas,
num desafio de descortinar múltiplos segredos, lutas, emoções, memórias e experiências vividas.

 Cléria Botêlho da Costa e Maria do Espírito Santo Rosa Cavalcante Ribeiro

Acesse o arquivo aqui

%d blogueiros gostam disto: