IDENTIDADES CULTURAIS NOS JORNAIS DE IMIGRANTE DO ARQUIVO DA BIBLIOTECA NACIONAL

Identidades culturais reais e simbólicas nos jornais de imigrante do arquivo da Biblioteca Nacional

No Acervo de Periódicos da Biblioteca Nacional estão localizados 397 veículos impressos voltados para imigrantes. Denominados jornais de imigrantes, jornais de colônia ou coloniais, jornais étnicos, jornais estrangeiros ou de língua estrangeira, entre outros termos, esses veículos fornecem elementos ao seu leitor que propiciam um contato direto com suas raízes e origens por meio de seu conteúdo – seja pelo idioma em que é escrito, seja pela etnia ou nacionalidade às quais está intimamente ligado.

Verificar no conteúdo desses jornais assuntos representados que favorecem a identidade cultural da nacionalidade envolvida e saber se, ainda nos dias de hoje, essa identidade (real ou simbólica) é reconhecida pelos membros da comunidade, é o principal objetivo deste trabalho. Após mapeamento do Acervo, Análise de Conteúdo dos jornais O Lusitano e El Correo Gallego – que circularam no Rio no início do século XX – e realização de Grupo Focal com
imigrantes portugueses e espanhóis (galegos), destacamos que os meios de comunicação voltados para imigrantes contribuem para uma representação social e identitária atemporal que, ainda que seja simbólica e não aplicável no cotidiano, tem forte presença no imaginário social.

Camila Escudero

Acesse aqui o estudo completo

%d blogueiros gostam disto: