INFLUÊNCIA INGLESA NO BRASIL E EM SUA LITERATURA NO SÉCULO XIX

A presença inglesa no Brasil e sua influência nas obras de escritores brasileiros do século XIX

Esta dissertação tem por objetivo investigar a presença dos escritores ingleses nas
obras de escritores brasileiros do século XIX. Os romancistas ingleses que se destacaram na
Inglaterra do século XVIII foram Daniel Defoe, Samuel Richardson e Henry Fielding. Eles
contribuíram para ascensão e consolidação do romance como gênero literário. No Brasil, o
romance desenvolveu-se com maior liberdade e atraiu o público leitor. O novo público
começa a ler romances que recriavam a cidade, as ruas e a vida de uma classe social
emergente: a burguesia. O novo gênero que surgiu na Inglaterra promoveu o crescimento do
comércio, a proliferação de revistas e jornais, de cunho popular e literário. Os escritores
brasileiros como José de Alencar e Machado de Assis sofreram influências dos escritores
ingleses, no entanto, essa influência não foi refletida somente nos romances desses escritores,
foi sentida também nos negócios, na cultura e na vida social do Brasil. Alguns exemplos
dessa presença são igualmente revelados nas obras de Machado de Assis por meio das
citações, das referências e das alusões. Machado de Assis, sempre quando possível, faz
referências aos escritores ingleses tanto dos séculos XVI e XVIII quanto do século XIX, tais
como Shakespeare, Swift, Fielding. Sterne, Lamb e Dickens entre outros romancistas
ingleses.

Rosamaria Reo Pereira

Acesse aqui a monografia em PDF

%d blogueiros gostam disto: