VESTIBULAR PARA REFUGIADOS NA UFSCar

Estão abertas as inscrições para o vestibular da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) voltado para refugiados que vivem no Brasil. As inscrições podem ser feitas até o próximo dia 02 de outubro.

Para fazer a inscrição, é necessário que o candidato comprove a condição de refugiado por meio de documentação emitida pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), órgão vinculado ao Ministério da Justiça. Os cursos oferecidos são de graduação, e as aulas são presenciais.

O vestibular para refugiados é uma das atividades que a UFSCar promove no âmbito da Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM), uma iniciativa implementada no Brasil pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e que conta com a participação de diversas outras instituições de ensino superior.

A documentação deve ser enviada pelo correio para a Pró-Reitoria de Graduação da UFSCar (endereço completo no edital), sendo a data máxima de postagem o dia 2 de outubro.

Acesse aqui a lista dos docuementos requisitos

A seleção prevê o preenchimento de no mínimo uma vaga em cada um dos 58 cursos de graduação presenciais nos três campi da UFSCar. A universidade divulgará no dia 23 de outubro a relação de candidatos que tiveram suas inscrições aceitas, com indicação dos respectivos cursos e data em que deverão comparecer pessoalmente para a realização das provas.

O processo seletivo para refugiados na UFSCar foi implementado com base na Convenção das Nações Unidas sobre o Estatuto dos Refugiados, de 1951, e a Lei 9474/97, que regulamenta o refúgio no Brasil. A norma interna da UFSCar que trata desse assunto é a Portaria GR nº 941/08.

Sobre a CSVM – Implantada a partir de 2003 em toda a América Latina, a Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM) tem como objetivo difundir o Direito Internacional dos Refugiados e promover a formação acadêmica e a capacitação de professores e estudantes nestes temas. Seu nome é uma homenagem ao brasileiro Sérgio Vieira de Mello, morto no Iraque naquele mesmo ano, que dedicou grande parte de sua carreira nas Nações Unidas ao trabalho com refugiados.

No Brasil, participam da Cátedra universidades públicas, privadas, leigas e confessionais e o projeto incorporou uma nova vertente: o trabalho direto com os refugiados. Sendo assim, o atendimento solidário aos refugiados foi definido como nova prioridade, juntamente a produção de conhecimento acadêmico. De fato, várias das universidades associadas já desenvolvem diversas linhas de pesquisa sobre a proteção internacional de refugiados e também oferecem serviços comunitários a esta população.

Mais informações
Coordenadoria do Vestibular (UFSCar)
Telefone: (16) 3351-8152
E-mail: covest@ufscar.br

(ACNUR – 03/09/2012)



Categorias:refugiados

%d blogueiros gostam disto: