IMIGRANTES ESTARIAM PROIBIDOS DE ANDAR DE TAXI NO ACRE

O fato, se confirmado, seria discriminatório e uma flagrante violação de direitos humanos. 

Segundo um site de notícias da região, os taxistas do Acre estariam orientados a não transportar imigrantes de Brasiléia à Rio Branco, capital do Acre.

O motivo, seria a cheia do rio Madeira que transbordou e interditou a BR 364, principal acesso ao Acre, pelo estado vizinho de Rondônia. Muitos dos imigrantes já estão com os documentos em dia e pretendem continuar viajem para as regiões do Sul e Nordeste.

Com interdição da BR, sequer os ônibus estão fazendo viagens. Para que não causem transtornos na rodoviária de Rio Branco, os taxistas estão sendo orientados a não fazer transportes dos imigrantes e o mesmo serve para as empresas de ônibus.

As leis também estarão sendo direcionadas aos taxistas que fazem lotação da cidade de Assis Brasil/Brasiléia pela Estrada do Pacífico (BR 317) e até Rio Branco. A Polícia Militar, Rodoviária e Polícia Federal estão em alerta para possíveis flagrantes e agir nos rigores da Lei.

Segundo foi dito, o taxista ou civil que for flagrado transportando esses imigrantes de forma ilegal, será preso, pagará multa e terá seu veículo apreendido. Também será solicitado a retirada da concessão da placa junto ao Município.

(oriobranco.net – 24/02/2014)

Além disso, sempre de acordo com o site, sem um acordo com Senegal, Equador e a República dominicana junto a ONU (!), os cidadãos desses países que tentarem entrar no Brasil e forem detido, serão extraditado e sofrerão sanções.



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: