POLÍTICAS PÚBLICAS A FAVOR DOS IMIGRANTES

Algumas iniciativas são louváveis, mas ainda há muito o que fazer.

O abrigo em Rio Branco está com 400 imigrantes atualmente. O atendimento ao grupo de haitianos que continuam chegando ao Acre está sendo prestado com acolhimento, vacinação, apoio à retirada de documentos e transporte. No entanto, o diálogo sobre a rota de imigração e medidas governamentais está sendo ampliado.

Em  São Paulo, a Polícia Federal começou nesta segunda-feira (0 5/50), uma força-tarefa para regularizar a situação dos haitianos que estão chegando ao estado. O governador Geraldo Alckmin anunciou vagas aos haitianos em cursos do fundo de solidariedade do estado.

O governo federal abrirá vagas no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec)  para haitianos que estiverem interessados em trabalhar em diversas cidades do país. Na avaliação do Planalto, a formação técnica dos imigrantes pode evitar que eles sejam explorados em subempregos.

Consulado do Haiti em São Paulo

O secretário municipal de Direitos Humanos, Rogério Sotilli, afirmou por sua parte que o prefeito Fernando Haddad (PT) quer a instalação de um consulado haitiano em São Paulo para ampliar a atenção aos imigrantes que chegam à capital paulista.

O prefeito manifestou o desejo diretamente ao embaixador do Haiti no Brasil, Madsen Chérubin, em reunião feita na manhã desta terça na Prefeitura de São Paulo, no Centro da cidade. “O prefeito pediu que o embaixador pensasse na possibilidade de o Haiti ter um consulado em São Paulo e, enquanto isso, que fizesse um posto de extensão da embaixada”, disse Sotilli.

De acordo com o secretário, que estava presente na reunião e falou com jornalistas na tarde desta terça, o embaixador haitiano concordou com o pedido do prefeito. “Ele disse que o processo de instalação do consulado está encaminhado e que vai organizar um posto avançado”, contou.

O posto daria suporte para a questão da documentação dos imigrantes. Muitos deles chegam ao Brasil sem documentos ou com passaportes vencidos, o que dificulta a regularização da situação deles por aqui.

Segundo Sotilli, o prefeito reiterou sua posição de que imigrantes são bem vindos “não só por uma questão humanitária, mas também estratégica”, disse o secretário. Ele também lembrou que o próprio Haddad é filho de imigrantes.

A Redação + Agências



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: