COLOMBIANOS BENEFICIADOS PELOS ACORDOS DO MERCOSUL

Na sua edição de outubro/novembro de 2012, o Jornal “Nosostros Imigrantes” publicou uma entrevista com o Cônsul da Colômbia em São Paulo, Ramiro Antonio Navia Díaz, sobre o futuro da comunidade colombiana no Brasil depois da adesão do país ao Mercosul, como Estado Associado.

Segundo Ramiro Díaz, a adesão tem consequências importantes para esta comunidade; pois, há cerca de 20.000 colombianos estabelecidos no Brasil, muitos deles indocumentados.

Assim, o acordo irá facilitar a vida de muitos imigrantes “ilegais” que não conseguem regularizar a sua situação, devido à complexidade do trâmites administrativos junto tanto ao consulado como à Polícia Federal.

Outro aspecto positivo da integração do Mercosul (como membro associado) pela Colômbia, e sua subsequente adesão ao acordo de Residência e Livre Trânsito do bloco, é a facilidade que está nova situação irá representar para os imigrantes oriundos deste país no ingresso ao mercado formal de trabalho e educação; principalmente para os mais jovens.

De fato, antes do acordo, os cidadãos registrados nos consulados colombianos eram de perfil socioeconômico alto; sendo a maioria dispondo de contratos de trabalho já firmados ou para frequentar cursos de graduação e pós-graduação. Enquanto agora, percebe-se que cresce o número de cidadãos como um perfil socioeconômico de técnicos e profissionais da área de serviços.

Toda a tramitação de regularização é realizada diretamente junto à Polícia Federal; excetos o certificado de inscrição consular e o certificado de antecedentes judiciais que pode ser obtido via internet. O cônsul afirmou, a este propósito, que quando a Polícia Federal exige qualquer aval ou tradução, os consulados colombianos os fazem. Ele ainda acrescentou que se, antes, os colombianos só podiam chegar ao Brasil com visto de trabalho ou de estudo, agora eles podem pedir visto temporário de dois anos e depois solicitar o permanente.

Ruana Corrêa



Categorias:imigrantes

Tags:

%d blogueiros gostam disto: