TEMOS VAGAS

Todos os haitianos e senegaleses que ficaram em Florianópolis estão empregados.

Dez dias depois da chegada do primeiro ônibus de haitianos e senegaleses a Florianópolis, o governo do Acre negocia com o Ministério da Justiça as próximas vindas de imigrantes para os Estados do Sul. As viagens foram suspensas no dia 29 de maio, data em que terminou o convênio que trouxe para a região Sul centenas de pessoas em busca de trabalho e moradia.

Dos 177 haitianos e senegaleses que desembarcaram em Florianópolis, em nove ônibus, 22 permaneceram na Capital. Todos foram encaminhados para empregos enquanto ainda estavam abrigadas no ginásio Capoeirão.

Preocupada com possíveis novos envios de imigrantes, a Secretaria de Assistência Social da Capital procurou o ministério. “Fomos a Brasília pedir para que fôssemos avisados com antecedência. Pedimos isso para nos prepararmos melhor para a acolhida. Também apresentamos os relatórios de custos da recepção”, detalhou o secretário-adjunto de Assistência Social, Dejair de Oliveira Júnior.

Dejair ressaltou que além da estrutura é preciso preparar a alimentação e disponibilizar atendimento em saúde, além de pessoal extra para receber os imigrantes, ainda que de passagem pela cidade. “Representantes de Curitiba e Porto Alegre também participaram da reunião em Brasília. Pedimos para saber sobre as datas, horários e quantidade de pessoas que seriam enviadas quando assinado um novo convênio entre o governo do Acre e o Ministério da Justiça”, disse.

As 22 pessoas que permaneceram em Florianópolis estão empregadas em empresas de prestação de serviços e construção civil na Grande Florianópolis, com direito à moradia e alimentação. A ação foi mediada pelo Igeof (Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis).

A Secretaria de Direitos Humanos do Acre informou que o convênio firmado com o Ministério da Justiça, no valor de R$ 1 milhão, permitiu a realização de 22 viagens, com 44 passageiros em cada ônibus, para o Sudeste e o Sul do país. Na quinta-feira, o ministro José Eduardo Cardozo anunciou que o governo brasileiro ampliará a concessão de vistos no Haiti. A medida tem por objetivo facilitar a entrada dos haitianos no Brasil.

Alessandra Oliveira

(Notícias do Dia – 05/06/2015)



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: