NO VOLANTE

Caminhoneiros colombianos dinamizam o setor de transporte de cargas.

Alegando falta de motoristas de caminhão qualificados para o transporte de carga, associados do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar) contrataram, no último ano, 25 profissionais estrangeiros para as vagas em aberto. Entre eles, Renato Ballesteros, que recentemente trouxe a família para morar em Ponta Grossa, no Paraná. A exemplo de Ballesteros, outros motoristas pretendem trazer as famílias definitivamente para o Brasil em breve.

Renato Ballesteros, natural de Bogotá e com experiência de 15 anos no transporte de petróleo, chegou ao Brasil em 2014, mas trouxe a mulher e os dois filhos em março. Primeiro, a empresa para a qual Ballesteros está trabalhando deu ao motorista a oportunidade de conhecer algumas cidades brasileiras e a rotina de trabalho, para que só então ele decidisse qual a melhor para a família viver. Em maio, Renato e a família já estão plenamente adaptados: o filho mais velho também já conseguiu emprego em Ponta Grossa.

Seguindo o exemplo do colega, o colombiano John Narvaes também acaba de alugar uma casa em Ponta Grossa e agora aguarda a chegada da esposa. “Estou gostando de trabalhar no Brasil, é muito bom e tranquilo”, conta Narvaes. Para os motoristas, a vinda para o Brasil representa melhores oportunidades. Vanderlei Ramos, gerente de uma transportadora paranaense, afirma que já são quatro funcionários estrangeiros na empresa em que trabalha. “Eles estão indo muito bem. Um de nossos funcionários, inclusive, vai ser pai em julho e está só esperando o bebê nascer para trazer esposa e filho para o Brasil”, diz Ramos.

Só no ano de 2014, 300 motoristas estrangeiros cadastraram seus currículos através do contato do Setcepar na Colômbia. Todos os contratados no ano passado tiveram as despesas de viagem pagas pelas empresas contratantes e, antes de trabalharem em estradas do Brasil, passaram por treinamento teórico e prático sobre veículos e leis de trânsito brasileiras.

(Blog do Caminhoneiro – 16/06/2015)



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: