INCENTIVO BEM VINDO

São Paulo mobiliza empresas a empregar refugiados.

Representantes de mais de vinte empresas e entidades civis participaram do Primeiro Encontro Empresarial – O papel do setor privado na integração do imigrante e refugiado, na quarta-feira (02/12), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. O evento buscava sensibilizar o empresariado do estado a abrir vagas de trabalho para os estrangeiros que estão chegando aqui.

“Mais que sírios, congoleses ou haitianos, imigrantes e refugiados quando cruzam a fronteira são também paulistas que precisam de um trabalho para dar dignidade a sua jornada no Estado”, afirmou o secretário chefe da Casa Civil, Edson Aparecido, de acordo com nota divulgada pelo estado. O evento foi promovido pela Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI) do estado de São Paulo, em parceria com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e o Pacto Global, iniciativa do ex-secretário-geral da ONU, Kofi Annan, que reúne empresas, sindicatos, ONGs e outros órgãos civis.

O evento reuniu cerca de cem pessoas, na maioria, empresários. Entre as companhias representadas no encontro estavam Amil, Siemens, OAS, BRF e Carrefour. “O encontro teve um objetivo bastante claro de abrir vagas para imigrantes e refugiados e acredito que atingimos totalmente essa meta na sensibilização dos empresários participantes”, avaliou Ana Carolina Conde, chefe da AEAI, em e-mail enviado à ANBA.

“A expectativa agora é para o Feirão de Emprego no Centro de Integração da Cidadania do Imigrante que deve acontecer em fevereiro de 2016. Temos a certeza que os representantes empresariais que participaram do Encontro estão envolvidos com a causa e poderão fazer a diferença na empregabilidade desses estrangeiros, além de replicar a mensagem para outras empresas”, apontou Conde, sobre a continuidade das ações para os refugiados.

O encontro contou também com apresentações de Nadine Gasman, representante da ONU Mulheres; Alexandra Loras, consulesa da França em São Paulo; Reinaldo Bulgarelli, da Txai Consultoria e Educação; Karina de Andrade, gerente de Responsabilidade Social do Carrefour; Fabrice Le Nude, empresário da Patisserie Douce France; e dos refugiados François Choumy e Abiodun Oleswole Michaell.

“A integração por meio do emprego é um excelente ponto de partida para quem está chegando por aqui. Queremos contar com o apoio das Câmaras de Comércio também para que envolvam seus associados nessa iniciativa”, completou Conde.

Aurea Santos

(ANBA -03/12/2015)



Categorias:refugiados

%d blogueiros gostam disto: