RECONHECIMENTO MÚTUO

Brasil e Reino Unido fazem acordo para reconhecer diplomas estrangeiros de pós-graduação.

Representantes do Ministério da Educação (MEC) e o governo do Reino Unido se reuniram nesta semana em comissão para discutir processos de diplomação de mestrados e doutorado dos dois países e tentar articular maneiras de aumentar o reconhecimento mútuo de diplomas de pós-graduação entre as duas nações, em um acordo inédito para o Brasil.

Foi firmado um protocolo de intenções entre o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e o embaixador do Reino Unido no País, Alexander Ellis. Também assinaram o acordo o assessor sênior do Governo Britânico para assuntos científicos, Sir Mark Walport, e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Carlos Nobre.

Segundo o presidente da Capes, o Reino Unido e o Brasil têm sistemas equivalentes de avaliação de programas de pós-graduação, fazendo com que o diploma seja automaticamente aceito. Agora, a expectativa é que o acordo de reconhecimento mútuo já passe a valer a partir do próximo semestre.

O objetivo da iniciativa é garantir qualidade de ensino e chegar a uma solução comum de compreensão dos sistemas de ensino e graus acadêmicos em diferentes países. Atualmente, os alunos interessados em tornar o diploma de mestrado ou doutorado no exterior reconhecido no Brasil precisam procurar uma instituição que tenha curso similar aos recomendados pela Capes, como nota igual ou superior a 3, para dar entrada no processo.

Graduação no exterior

No caso dos cursos de graduação, o reconhecimento é mais difícil, já que os cursos contam com diferenças bastante profundas de conteúdo e sistema de ensino Por isso, o reconhecimento de diplomas internacionais começará pelos cursos da pós-graduação, que contam com mais semelhanças.

(Universia – 14/04/2016)



Categorias:estudantes

%d blogueiros gostam disto: