RE-IMIGRAÇÃO

Bolivianos e haitianos trocam Brasil pelo Chile. Polícia Federal brasileira e o Ministério do Interior chileno confirmam a nova rota migratória.

Desde o grave terremoto de 2010, cerca de 45 mil haitianos vieram para o Brasil em busca de uma nova vida. No entanto, com a recessão econônomica que atinge o país desde o ano passado, o movimento tem de saída de imigrantes tem crescido. As informações são da Folha de S. Paulo.

De acordo com a Polícia Federal, 1.372 haitianos deixaram o território nacional. Entre janeiro e abril deste ano, o número subiu para 3.324. Agora, os imigrantes tentam novas oportunidades no Chile. A saída de bolivianos foi ainda mais expressiva: 41.555 em 2015 e 50.554 até abril deste ano, na maioria, de retorno ao próprio país.

“Não dá mais para pagar aluguel, água e luz e mandar dinheiro para minha família no Haiti. Aqui já não é mais como era quando cheguei”, afirma o haitiano Jean Antonie Camille,de 42 anos, que nesta semana saiu de Cambé (PR) em direção ao Chile.

Embora as saídas que ocorreram este ano ainda não possam ser consideradas definitivas, instituições de acolhimento a imigrantes e companhias de transporte confirmam o fenômeno.

“Há alguns meses estamos observando uma rota de haitianos rumo ao Chile e, em medida menor, rumo aos Estados Unidos”, diz o padre Paolo Parise, da Missão Paz, grupo de acolhimento a imigrantes em São Paulo.

Duas empresas de ônibus que operam linhas entre São Paulo e Santiago também confirmaram aumento no fluxo de haitianos que usam a rota. Segundo eles, quase toda semana um imigrante é retido na fronteira entre Chile e Argentina.

“Já tivemos que deixar 12 porque não tinham documentação”, disse um motorista. “Não sei o que acontece na outra linha, mas, na semana passada, barraram dez”, afirma um funcionário da outra empresa.

O Chile tem hoje, de acordo com estatísticas oficiais, 9 mil imigrantes haitianos. A taxa de desemprego do país está em 5,9%, contra 10,2% do Brasil (no primeiro trimestre deste ano).

(Notícias ao minuto – 08/05/2016)

Veja á reportagem completa

 

 



Categorias:imigrantes

%d blogueiros gostam disto: