PORTUGUÊS PARA ESTRANGEIROS NA UNB

Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiros oferece aulas para diversos públicos.

Para quem veio de fora e tem interesse em aprender português, uma boa notícia: o calendário contendo datas de inscrições para os cursos de língua portuguesa do Neppe (Núcleo de Ensino e Pesquisa em Português para Estrangeiro) está disponível na internet.

As aulas da primeira turma de 2014 começam na próxima segunda-feira (10/02) e vão até o dia 11 de abril. Desenvolvido para atender a diferentes necessidades dos alunos, há turmas de conversação e cultura brasileira, além de cursos intensivos.

— A aprendizagem costuma ser rápida, porque o aluno está vivendo no Brasil — observa a coordenadora do núcleo, professora Lúcia Maria Barbosa.

Acostumada a capacitar professores no ensino da língua também em terras estrangeiras, a professora cita vários exemplos que comprovam o fato.

— Na Alemanha, comemora-se todo ano o dia da língua portuguesa. Na Argentina, país onde as crianças aprendem o idioma desde cedo, existe uma associação de professores da língua. E, no Líbano, cerca de 300 alunos estudam português a cada bimestre no centro de cultura vinculado à embaixada brasileira.

Na América Latina, em países como a Colômbia, 800 alunos passam pelas escolas de português todos os anos.

Lúcia Maria, para quem a inserção internacional do País passa necessariamente pelo ensino do idioma, fala com orgulho do trabalho desenvolvido dentro do campus e vê potencial para avanços.

— Imagino o núcleo como uma espécie de Casa da Cultura da América Latina, ou seja, um lugar que projete exatamente a importância e o tamanho do interesse pela língua dentro e fora do Brasil. Isso requer um quadro efetivo de professores e a ampliação e melhoria do espaço físico.

Refúgio

Além dos cursos oferecidos ao público em geral, o Neppe, por meio de uma parceria com a ONU, tem ensinado gratuitamente o idioma a refugiados vivendo no DF.

— Para este grupo, a língua tem outro significado. Sem ela, fica difícil tirar documentos, conseguir trabalho, ter noção de direitos.

No ano passado, havia 15 alunos nessa condição, a maioria haitianos. Para este ano, já está prevista outra turma para o começo de março.

Pioneirismo

A história do Neppe começa na década de 90, quando é criado o Peppfol (Programa de Ensino e Pesquisa em Português para Falantes de Outras Línguas) e o curso Português do Brasil como Segunda Língua no Instituto de Letras da UnB. Em 2012, o Peppfol deu origem ao Neppe, o único centro a aplicar o exame de proficiência na língua (Celpe-Bras) na região Centro-Oeste.

O Núcleo conta hoje com onze professores formados no Instituto de Letras da universidade e cinco salas de aula por onde passam, em média, 600 alunos por ano interessados em aprender português como segunda língua.

Curso de português para estrangeiros
Local: Prédio Multiuso I Bloco C, Sala 28/4
Campus Universitário Darcy Ribeiro – Asa Norte
Telefone: (61) 3107-5833
E-mail: neppeunb@gmail.com

(Agência UnB – 06/02/2014)



Categorias:estudantes

%d blogueiros gostam disto: