Distribuidora brasileira divulga filmes com a temática ‘Ser Estrangeiro’

unnamed

 

A Vitrine Filmes divulgou uma lista de filmes sobre estrangeiridade em seu canal do Youtube. Mas, calma, estão disponíveis apenas os trailers. Se você quiser assisti-los precisa alugá-los ou comprá-los. O investimento inicial é baixo: a partir de R$4 para aluguel, valor que varia por produção. Há também a opção de compra. Os filmes surpreendem pela qualidade de roteiro, montagem, fotografia e trilhas sonoras, com destaque para o filme Los Silencios, que retrata com sensibilidade os conflitos na Colômbia e a relação com as fronteiras. Mas, para a alegria dos cinéfilos, há uma produção “na faixa”! O curta-metragem Ari Y Yo, de Adriana de Faria, está disponível gratuitamente no Youtube (a lista completa está nesse link) e explora a riqueza do encontro entre a cineasta brasileira e Ari, uma criança cubana.

Confira o release da distribuidora

O olhar do outro pode revelar muito sobre nós mesmos. Em tempos de fronteiras fechadas, as noções de pertencimento e de ser estrangeiro se reforçam. Seja na cidade grande, no meio da floresta, na África ou na Europa, migrar guarda seus desafios, encantamentos e dilemas dentro e fora das telas.

Pensando nisso, o #VitrineIndica desta semana traz oito filmes que contam histórias de personagens estrangeiros vivendo e descobrindo um novo mundo para se chamar de seu. Os longas A Vida privada dos Hipopótamos, de Maíra Bühler e Matias Mariani; A Cidade Onde Envelheço, de Marília Rocha; Los Silencios, Beatriz Seigner; Djon África, de João Miller Guerra e Filipa Reis; Alguma Coisa Assim, de Esmir Filho e Mariana Bastos; Vermelho Russo, de Charly Braun e Los Territorios, de Ivan Granovsky podem ser vistos e revistos nas plataformas digitais. Além disso, o curta Ari y Yo, da Adriana de Faria estará disponível gratuitamente por uma semana no Canal do Youtube da Vitrine Filmes.



Categorias:Eventos, imigrantes, refugiados

Tags:, , , , , , , , ,

%d blogueiros gostam disto: