V Edição

RESUMOS DAS PALESTRAS APRESENTADAS NO V FÓRUM DE IMIGRAÇÃO

RESUMOS DOS TRABALHOS DE PESQUISA APRESENTADOS NO V FÓRUM DE IMIGRAÇÃO

CARTA ABERTA DO II ENCONTRO DE ESTUDANTES ESTRANGEIROS DO RIO DE JANEIRO

Quem são os NOVOS ESTRANGEIROS que afluem para o Brasil? O que os atrai? Quais são seus motivos pessoais e/ou profissionais, impressões, dificuldades, surpresas? Estaríamos vivendo mesmo uma nova onda imigratória? Será ela consolidada ou trata-se apenas de uma conjuntura passageira? Está o Brasil preparado para acolher, reter e integrar esse novo capital humano, suas potencialidades e sua força criativa?

E os ANTIGOS IMIGRANTES já aqui estabelecidos, integrados e organizados em comunidades locais e diásporas transnacionais, como lidam com suas identidades plurais e multipertencimentos? Qual é o peso e significado das identidades hifenizadas no atual cenário global? Como percebem a chegadas dessa nova onda de imigrantes para o Brasil? Conseguem as suas estruturas comunitárias étnicas e culturais locais atrair, receber e facilitar a integração dos novos patrícios? Ou os laços identitários nacionais, étnicos, culturais, linguísticos e confessionais já não são mais suficientemente sólidos para viabilizar a continuidade do fluxo migratório e manter viva a alma da diáspora?

Outro segmento componente de nossa atual paisagem multi e intercultural é o dos REFUGIADOS, cujo destino aqui atracou. Quais são seus problemas, expectativas e reclamações? Está o Brasil à altura de seus compromissos internacionais e ideais humanitários que fundam seu projeto social e identidade nacional?

Enfim, não se pode esquecer-se da vulnerabilidade dos ESTUDANTES ESTRANGEIROS, da obrigação social e moral de lhes prestar auxílio. Ainda mais quando se considera a fragilidade e dificuldades da idade conjugadas às contrariedades do exílio. O que eles esperam de sua jornada no Brasil? O que trouxeram em sua bagagem emocional e intelectual? O que pretendem levar daqui na volta à terra de origem? Amizades e afetos, conhecimento técnico, experiência de vida? Quais laços pretendem eles manter para sempre, que possam futuramente lhes servir de referencial imaginário e material, e ao Brasil de fonte de soft power e aliança simbólica?

Conforme a sua tradição já consolidada, o FÓRUM DE IMIGRAÇÃO pretende, nesta sua Vª edição, reunir estudiosos, imigrantes (recentes e antigos), refugiados e estudantes estrangeiros no mesmo espaço de trocas e reflexão sobre a condição migrante e os meios de sua melhora e reconhecimento pela sociedade e poder público.

São 02 dias de intensos debates, troca de pontos de vista, manifestações artísticas, comemoração, confraternização e comunhão nos ideais humanistas, democráticos e de cidadania global que animam o Fórum e o perpetuam.

Convidamos todos a participar ao encontro e contribuir ao enriquecimento de seus debates.

%d blogueiros gostam disto: